quarta-feira, 23 de março de 2016

Estrelas/ Stars


De quantas estrelas
são feitos
seu pulso
pele
poros
perdas
planos?

Em quantos céus
elas brilham
ou choram
no silêncio
E quem ouvirá
a resposta
que você
não deu?


MMt
23.03.2016

-------------------

From how many stars
are made
your wrist
skin
pores
losses
plans

In how many heavens
they shine
or weep
in silence?
And who can
hear the answer
did not you give?



Navalha/Razor

Navalha afiada
O seu pensamento
cortou sem piedade
minha carne exposta
Comeu em bifes
mal passados
bem aproveitados
até o arroto
o palito
e a sesta


MMt
23/03/2016

-----
Razor

Razor sharp
Your thoughts
cut mercilessly
my exposed flesh
Eaten in steaks
undercooked
well enjoyed
till the  burp
the toothpick
and the nap




segunda-feira, 14 de março de 2016

Amor na contra mão/Love out of the way

Por Mari Mari Tiscate







Quase todo o ser humano idealiza um sentimento em  que pares e grupos andem sempre na mesma direção.
O amor não é assim. Quantas vezes você sente que está indo para o lado oposto àqueles a quem ama?
Isso acontece não  porque o amor acabou ou houve um terrível  engano nas escolhas (isso também é possível), mas podem ser outras as razões e  muito mais interessantes.



1-





Que seria de nós se não fôssemos confrontados a sair da região emocional conhecida? Uma boa olhada na história da humanidade nos revelará quanto pode ser danoso frequentarmos eternamente o mesmo jeito confortável de pensar e agir. O amor não é a eterna repetição dos gozos e penas. Nem tão pouco a conformação que cimenta esse círculo vicioso. Sim, há o confronto.  E quando percebemos estamos na contramão do outro.  Você se debate, briga, argumenta, tenta o convencimento, arma a  guerra e monta suas trincheiras. Tudo isso porque não consegue refletir um pouco sobre uma saudável mudança de paradigmas. 

O amor é dinâmico. Nunca para. Portanto é sempre bom perguntar se  é o outro ou somos nós que estamos fazendo força tirânica para que a mudança não ocorra. Quem quer que seja vai ter em contrapartida a consequência natural: o conflito. E quem gosta de conflito?  Poucos compreendem  o tanto de importância que ele tem.  Simplesmente não é amor o sentimento plácido onde a contradição não existe.  A questão é que a contradição pode ser fatal para o relacionamento quando ela se instaura dentro de uma guerra de forças, cheia de estratégias, sutis ou não, para obrigar o outro a ceder ao seu parâmetro em detrimento do dele.

É possível viver a contradição sem guerrear? Aí está um desafio importante.

Supõe-se que para olhar de frente os argumentos que estão nos apresentando sem pegar em armas é imprescindível que enxerguemos as nossas prioridades e chequemos se pessoas vêm em primeiro lugar que coisas. 

Não ria. Essa pequena bobagem pode custar seu incrível crescimento humano.

Agora mesmo essa pessoa diante de você está falando coisas inacreditáveis segundo o seu sistema particular de crenças atual.  A reação lógica e dar a ela seu enigmático sorriso ou seu rotundo não e sair para continuar seu dia cheio. Mas enfrente a tentação do caminho óbvio. Pare um segundo, um minuto, e olhe a contradição nos olhos. Só não dispare o olhar fulminante. Apenas olhe. Você não tem a mínima idéia do que o outro está falando, não é?  Ou mal pode pensar qual a razão de tal proposta disparatada estar atravessando seu dia dessa forma. Você que está tão ocupada ou ocupado. Mas acontece que essa coisa disparatada é a mudança chamando. Então, olhe. Se não souber o que dizer, apenas assuma que não sabe o que dizer. Mas, por favor vá,  assuma a responsabilidade de refletir sobre aquela idéia nova, mesmo que lhe pareça completamente estapafúrdia.  É o amor falando com você. Não declare guerra. Apenas dois movimentos em resposta e você estará a caminho de uma saudável troca de idéias: olhar e dizer que vai refletir sinceramente sobre o assunto.

Viu só? Doeu muito?

Devo lhe dizer que você estrou na maravilhosa contramão do amor e começou muito bem!


--------------------------------
By Mari Mari Tiscate







Almost every human being idealizes a feeling that peer and groups always walk in the same direction.
Love is not like that. How often do you feel you are going to the opposite side of whom you loves?
This is not because love is finished or you made a huge mistake with your choices (this is also possible), but may be other reasons and more interesting.



1-





What would we be if we were not faced out of the  known emotional region? A good look at the history of humanity will reveal how much can be harmful  always go to the same comfortable way of thinking and acting. Love is not eternal repetition of the joys and sorrows. Nor the conformation that cements this vicious circle. Yes, there is confrontation. Is when we realize, we are at the opposite side of who we love. You debate, fight, argues, try to convince, get the gun, make the war and assemble your trenches. All this because you can not give some space to a healthy paradigm shift.

Love is dynamic. Never stops. So it's always good to ask if it is the other or us who are doing tyrannical force for that change does not occur. What will take us into the natural consequence: the conflict. And who likes to conflict? Few realize how much importance it has. Love is not the placid feeling where the contradiction does not exist. The point is that the contradiction can be fatal to the relationship that is established inside war forces, full of strategies to force the other to give in to its parameter at the expense of the theirs.


You can live the contradiction without war? This is a major challenge.

For facing the new arguments that are being presented to us without taking up arms,  is essential to us see our priorities and check if people come first of what  the things

Do not laugh. This silly thing can cost an incredible human growth.

Right now that person in front of you are talking about unbelievable  things according to your particular system current of beliefs. The logical reaction would be give your enigmatic smile or your resounding "no" and  continue your busy day. But, please,  face the temptation of to follow toward of that  obvious way. Stop a second, a minute and look to the contradiction in the eyes. But do not shoot that glare. Just look. You have no idea what the other is talking about, is not it? Or you can hardly think what the hell that proposal are going through your day this way. You are so busy. But happens that this foolish thing is The  Calling. So, look. 
If you do not know what to say, just say that you do not know what to say. But please, take the responsibility to reflect on this new idea, even if it seems to completely preposterous. Love is talking to you. 
Do not declare war. Only two movements in response and you're on your way to a healthy exchange of ideas: look at and say that will go honestly reflect on the subject.

Did you see? It hurt alot?

I must tell you that you entered the wonderful opposite  way of love and started very well!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Aos leões/To the lions

Aos leões com os padrões!
Eles compram - e vendem -
Alma e corações


MMt
------------------------------------------------


To the lions with patterns!
They buy - and sell -
Souls and hearts!

Cala a boca

Cala a boca
do sapo
do lobo
da noite
A boca
do estômago



No silêncio
Não entra
mosca


MMt

Semente do Silêncio/Seed of silence

I'm afraid of her
With her eyes half open
And her life
oh her life so close in her skin

For where goes she?
And will be with me?
This is everything I must know
But I don't

I'm afraid of her love
I'm crazy for her arms
So deeply warm
And by  the promisses
That she never did

For where goes she?
And will be with me?
This is everything I must know
But I don't

What do I say? I'm falling indeed
I'm falling in her eyes
And I know she is calling
In the silence
Please say don't you hear?
She is calling indeed
She is calling
in the seed of silence?


MMt


_________________________________________________
all rights protected

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Razões/Reasons


Mil motivos pra sorrir
Um motivo pra chorar
Mil motivos pra chorar
Um motivo pra sorrir

E mil pode perder pra um



MMt
-------------------------





Thousand reasons to smile
One reason to cry
Thousand reasons to cry
One reason to smile
And thousand can lose to one

CONTATO



marielza.t@hotmail.com


contato@marimaritiscate.com.br

VEJA A MÚSICA

Loading...

Seguidores